Artes&rabiscos's Blog



 mce_href=

Keith Haring

Linha é o elemento básico de todo o grafismo e um dos mais usados. Representa a forma de expressão mais simples e pura, porem também a mais dinâmica e variada.

Neste folheto poderão encontrar as principais propriedades das LINHAS.

A linha como forma visual


Ao observarmos o meio envolvente poderemos descobrir linhas quer na natureza, quer em realizações humanas, este video é prova viva como a linha é importante para descrevermos visualmente as coisas que nos rodeiam.

Como sabem o ponto é o elemento visual mais simples porque é extremamente simples de se obter. Sequências de pontos definem linhas que, repetidas em mancha, definem formas. Através do ponto, é possível exprimir pelo desenho as formas que quisermos.

Neste folheto em baixo poderão encontrar as características principais do Ponto bem como a utilização deste na arte.

Muitos artistas na criação das suas obras utilizam as potencialidades plásticas do ponto ( forma, dimensão e cor). Ficam aqui alguns exemplos.


As pinceladas rápidas e ligeiras e as cores brilhantes dos impressionistas levaram muitos jovens pintores a usar técnicas semelhantes, embora com resultados diferentes.

O pintor francês Georges Seurat era fascinado pelas teorias da cor e pintou cenas da vida parisiense com milhares de pontinhos de cores vivas e contrastantes.
Percebeu que, vistos de longe, os pontos se fundiam, parecendo formas sólidas e cores suavamente misturadas.
A sua técnica ficou conhecida como «pontilhismo».
Tal como os impressionistas, usou cores que contrastavam entre si, mas interessava-o mais o aspecto das cores juntas do que os efeitos de luz captados no exterior.

Fontes: WHEATLEY, Abigail, A História da Pintura, [sine loco], Texto Editores, 2010 Leia o resto deste artigo »

Excelente video para iniciar os conteúdos do ponto e da linha

As formas geometricas fazem parte do nosso quotidiano. Se observarmos com atenção o meio envolvente, deoaramos com variadas formas, tanto naturais como artificiais, que se podem identificar como formas geometricas.

Inspirado na natureza, o Homem criou várias formas artificiais, como por exemplo: a casca do caracol (1), em espiral, serviu de forma inspiradora das escadas em caracol (2), e os favos de mel (3), de forma hexagonal, podem ser comparados com a forma utilizada para a construção das bolas de futebol (4).

A geometria foi criada como resposta à necessidade que o homem sentiu de produzir registos desenhados rigorosos.

As práticas em geometria têm de ser claras e rigorosas, por isso é necessário utilizar instrumentos e mateiriais próprios para medir e traçar.

(1) A Casca do Caracol tem forma espiral.

(2) Em vista inferior, a escada em espiral tem forma semelhante à casca do caracol.

(3) Os favos de mel têm forma hexagonal.

(4) A Bola de  futebol é formada por vários hexágonos.

  • As fotografias mostram os trabalhos da identificação da capa do 5ª8ª. Com ajuda do método da quadricula fizeram o alfabeto, e depois o seu nome. Apresento também os diferentes estudos de cor, utilizando a técnica do lápis de cor.
  • Exponho aqui os trabalhos  da decoração da capa do 5º2ª. A partir do método da quadrícula os alunos fizeram o nome – pintaram a letra com a técnica da pintura a caneta de feltro. Alem do nome também decoraram a capa com um desenho recorrendo ao “ponto”.